Revista Trías

  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size

O Absurdo e a Revolta em Camus

E-mail Imprimir PDF
José João Neves Barbosa Vicente
Frances Deizer Gontijo

O presente artigo propõe analisar os conceitos de absurdo e de revolta na obra "O homem revoltado" (1999) de Albert Camus no intuito de mostrar que, no primeiro conceito existe um “eu” solitário, no segundo, um “eu” solidário. A análise incidirá essencialmente sobre o conceito de revolta porque é este que torna o “eu” solidário, instituindo o pensamento ético em Camus.

[Acesse o artigo completo]

 


Licença Creative Commons
Todos os trabalhos publicados na Revista Trías
(ISSN 2179-0604)
estão sob a
Licença Creative Commons

Os artigos publicados na Revista Trías são indexados pelo DOAJ (Directory of Open Access Journals)