Revista Trías

  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size

A desumanização da morte e do homem

E-mail Imprimir PDF
Leandro Laube

Tendo como ponto de apoio "Do Sagrado ao Profano: A Urbes em Ragtime", de Wilton Fred Cardoso de Oliveira, o presente ensaio aborda a evolução das relações sociais e religiosas, desde os primeiros passos neolíticos até a contemporaneidade metropolitana ocidental, mostrando o esvaziamento do homem a partir de seu afastamento da morte, com a consequente anulação da subjetividade. Lança mão de elementos filosóficos e literários, sem no entanto constituir-se um ou outro, quiçá nem um nem outro; algo intermediário, ou o que Reichmann poderia chamar de Intermezzo Lírico-Filosófico.

[acesse o artigo completo]

 


Licença Creative Commons
Todos os trabalhos publicados na Revista Trías
(ISSN 2179-0604)
estão sob a
Licença Creative Commons

Os artigos publicados na Revista Trías são indexados pelo DOAJ (Directory of Open Access Journals)